Código de Conduta do Estúdio

They broke the mould

Para poder aproveitar no máximo da sua aula de yoga e para ajudar-lhe começar e implementar uma rotina nova na sua vida, presento dez tópicos para usar como auxílio na sua nova maneira de viver.

Eu funciono melhor com tranquilidade no estúdio e com alunos sérios quem querem adaptar esta rotina nova.

1. Chegar a horas. De preferência cinco minutos antes do início da aula. Tem uma boa razão. Já pode relaxar. (Se se atrasar, entra em silencio).

2. Desligar o telemóvel antes de entrar na sala. Pôr os sapatos na estante ao lado da porta e deixar também conscientemente as suas preocupações do dia na estante. Entrar na sala em silêncio e sentar-se ou deitar-se no tapete. Colocar as sugestões e observações no final da aula.

3. Combinar consigo de ir as aulas cada semana e que a aula de yoga é a mais importante. Não deixar dissuadir-lhe da sua intenção por motivos triviais ou feriados. Tomou uma decisão de fazer tempo para se-mesmo. Quer mudar coisas na sua vida e isso só pode acontecer com disciplina.

4. Se precisar anular uma aula (deixa-me saber) pode recuperar a aula na mesma semana.

5. O pagamento das aulas acontece na primeira semana do mês. Se não quer continuar, deixa-me saber. Assim tenho vagas para outros alunos.

6. Ficar com a sua aula concordada e a sua intenção. Não variar as aulas. Pode ser, mais causa confusão na sua vida e na minha vida. Eu não quero fazer os seus problemas os meus problemas.

7. Em principio não há possibilidade para aulas soltas. Só se há vaga (alunos regulares têm prioridade) e de acordo com mim. Valor € 7,50 por aula.

8. Preserva o seu “sem compromisso” para outros eventos. Yoga é um assunto feliz, agradável e uma oportunidade seria para criar a vida desejada.

9. Pôr o seu-mesmo no primeiro lugar na sua vida quando se trate da sua bem-estar. Só assim pode significar algo para o outro e o mundo.

10. Adquirir uma nova disciplina pergunta um esforço. Eu sei. Você será sobejamente recompensado com um sono melhor, mais foco e amor para se mesmo e o outro.

Ar

Pulmões

(for English click here)

Respirar acontece por si só, como a digestão, o metabolismo, a gestão dos recursos hídricos e a secreção. Na realidade nós somos respirados para uma coisa desconhecida. Muitas vezes perguntei-me como esses processos simplesmente acontecem sem uma esforça de mi própria. Mesmo se não dou atenção na respiração, sempre continua. Mesmo quando durmo. Na verdade acho que é um milagre.

Respirar equivale viver. Porque se para respirar, more imediatamente. Quando para mover por exemplo, pode continuar viver anos e anos. Todos esses processos automáticos – então não só a sua respiração – são efetuadas sob a orientação do sistema nervoso vegetativo.

Naturalmente tem só um sistema nervoso, mais para poder distinguir diferentes processos – o sistema nervoso é divido em três sistemas. E, o sistema nervoso vegetativo é um deles. Não é submetido à vontade ou á consciência. Então não importe o que pensa ou que faz, a sistema faz o seu trabalho. Eventuais deficiências surgem num outro nível. Surgem no raciocínio inconsciente na sua mente e podem afectar o corpo físico. Portanto a respiração faz o seu trabalho, só o motor pode avariar-se. Só depois muito stress a respiração pode perturbar. Isso é o momento verdadeiro de agir.

No yoga por exemplo treinamos a respiração com o objetivo de usar otimamente este sopro de vida maravilhoso. Pois na vida diária fazemos nada com a respiração, salvo estar respirados.

Eu treino de boa vontade a minha respiração porque tem muitas vantagens:

1. Os pulmões ficam treinados. Ficam mais fortes e isso me faz menos susceptível de constipações e gripes. Pode ajudar controlar e curar problemas das vias respiratórias e obviamente com problemas respiratórios causados por stress.

2. Com uma inalação de Co2 (ar), inspira também prana. Prana equivale a energia real que é a forca da vida que nós humanos precisam para funcionar nos níveis mental, emocional e físico. Respirar conscientemente me dá tranquilidade porque me remove do raciocínio na minha cabeça.

3. E, não insignificante: durante a execução das posturas de yoga a respiração ajuda-me encontrar o equilíbrio entre esforça e relaxamento e a paz na minha cabeça. É jeitoso!

A respiração é – junto com o tempo – o seu melhor amigo.

Para iniciantes de yoga, os exercícios de respiração talvez parecem aborrecidos e desnecessários. Espero que após ler este blog, compreende a importância de dominar a respiração bem. Faz a diferença entre uma vida relaxada cheia de energia e uma vida cansativa cheia de stress.

Um exercício pequeno e simples que pode fazer diariamente:

1. Quando acorda de manha, fica deitado nas costas e põe as mãos sobre a barriga. Respira debaixo das mãos. De calma, como se inala o cheiro duma rosa. Deixa afluir o ar por dentro, por fora, pelo nariz. Depois cinco respirações baixos, põe as mãos sobre as costelas.

2. Mãos sobre as costelas e respira debaixo das mãos. Depois cinco respirações médias, põe as mãos sobre o tórax/peito debaixo as clavículas.

3. Mãos sobre o tórax/peito e respira debaixo das mãos. Depois cinco respirações altas, poe as mãos ao lado do corpo.

4. Agora faz a respiração total, cinco vezes. Inspira e enche barriga, costelas e peito em 5-10 contas. De calma. Espira e vazia barriga, costelas e peito nas mesmas contas. Experimenta o espaço no seu corpo, senta o ar até nos dedos dos pés. Também 5 vezes. Depois deixa a respiração ao seu trabalho.

5. Ao fim, manifesta a sua gratidão pela vida, pelo dia em frente de você e pelo seu corpo que está pronto para servir-lhe. E pois, levanta-se com um sorriso na cara.

Muito prazer com o exercício e um bom fim de semana!

Beijinho, Liesbeth

A turma 2017-2018 já começou

IMG_8645 kopie
O Elemento Agua por CoenSt

(for English click here)

A primeira semana com as primeiras aulas da turma já passou. Foi muito engraçado rever os e saudar yogis novos. Já me acostumei à estúdio novo e fico contenta.

A semana passada comuniquei que a sala tem lugar para 10 yogis. Assim sempre há espaço para um participante quem quer recuperar ou experimentar uma aula. Os yogis quem foram presentes esta primeira semana e pagaram, são assegurados dum lugar.

Se já inscreveu-se mais não foi possível participar, deixa-me saber alguma coisa por mensagem! Quero evitar de não ter uma vaga para ti.

Tenho duas coisas a dizer que podem melhorar as aulas:

Tapetes de yoga:
Vivemos no campo onde podemos disfrutar de andar descalçados. É saudável e agradável. A minha pergunta é de entrar no estúdio com pés limpos para não sujar os tapetes. E, naturalmente podes trazer sempre o teu tapete próprio.

Chegar a hora:
Tu podes chegar 10 minutos antes a hora da aula. Assim tens tempo para deixar conscientemente os ocupações diários fora da sala com os sapatos, buscar um lugar, adaptar na sala, deitar-te e concentrar-te em ti mesmo. Quando a aula começa, estás preparado.

Grata a vocês e até a próxima semana.

Preparação para yoga

img_8650.jpg
O elemento Fogo por CoenSt

(FOR ENGLISH CLICK HERE)

A melhor maneira de preparar-se para uma aula de yoga é não ter expectativas. Só ser consciente de ir fazer algo agradável para TI MESMO! Algo que contribui para o teu bem-estar. Uma hora e quinze minutos podem ser o início duma vida mais tranquila, com mais foco e alegria.

Yoga Studio Marvão fornece tapetes e mantas.

Para os principiantes tenho uns concelhos:

  1. Usar roupa confortável (nas mulheres o uso do sutiã impede uma respiração profunda), uma peça de roupa mais quente, para não arrefecer durante o relaxamento.
  2. Chegar 10 minutos antes do início da aula. Assim tem tempo de mudar de roupa e deixar conscientemente as suas preocupações do dia no vestiário. Se se atrasar, entre em silêncio.
  3. Desligar o telemóvel antes de entrar na sala.
  4. Entrar na sala em silêncio e sentar-se com as pernas cruzadas ou deitar-se no tapete. Seguir a respiração.
  5. Colocar as questões e observações no final da aula.

LEMBRE-SE:

Ⓨ Yoga is fun!
Ⓨ Yoga é uma experiência pessoal, sem metas!
Ⓨ Yoga é uma caminhada ao longo de um caminho agradável!
Ⓨ O seu corpo é da sua responsabilidade, no seu quotidiano e nas aulas de Yoga!
Ⓨ Conhecer os limites do próprio corpo é uma arte que se pode aprender ao praticar Yoga de uma forma consciente cuidando do seu “eu”!