A chuva chegou

IMG_0733-1

Foi ás quatro de manha quando cheirei e ouvi a chuva. As gotas embateram no telhado e pela porta aberta do quarto penetrou o som de uma cortina de chuva.

É agradável ser despertado assim e depois cair no sono novamente, sonhando em andar na chuva torrencial.

Durante cinco meses o céu ficou azul e o sol brilhou do amanhecer ao anoitecer. Cinco meses de plena seca. Lá de cima economizou-se água também nos primeiros meses do ano.

Quando a água finalmente chegou, era o desejo de todos nós. Água do céu. O desejo dos agricultores, da terra, das nascentes, das minas, das plantas, dos pássaros, dos ratos, das rãs, dos insectos e das oliveiras cheias de azeitonas, já maduras pelo calor constante, mas também secas e mirradas pela falta de água.

Quando me levantei ás sete, já tudo estava seco novamente. Agora brilha o sol e as previsões ainda são de mais chuva para esta noite. De facto, ainda é muito pouco para a natureza, mas talvez seja o suficiente para dominar os grandes incêndios no centro e norte de Portugal.

Aqui a terra tem muita sede e a meu ver o homem no mundo também.

Não pela falta de água. Pois isso ainda há, água potável. Não, há um cúmulo de sede pelo crescimento financeiro, por mais e por muito mais. E esta sede não parece ter um fim anunciado, porque é uma sede artificial que disfarça a sede real. Pois para matar a sede real o homem deve-se virar para dentro. Aí, vive uma nascente inesgotável. Uma nascente que pode trazer satisfação eterna. O caminho interior não custa um centavo e traz tanto, que viver a vida seria cada vez mais agradável.

A pergunta que surge constantemente na minha cabeça é esta:

“Porquê tanta resistência?”

Obrigada Lina da Paz para o reality check :-)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.