A informação é inestimável

(English)

Há uma semana atrás, Edith Hagenaar (holandesa, autora e editora: www.sunshineforthesoul.nl, www.palaysia.com) esteve numa reunião com Byron Katie. Nesse dia, Edith foi para casa com mais algumas pérolas da sabedoria de Katie. Dessas pérolas ela compartilha o seguinte e eu tenho muito gosto em compartilhar contigo porque concordo totalmente com o fato de que a informação é inestimável:

“A informação é inestimável”, disse Katie na semana passada. Vou te dizer como vejo isso, mas Katie diria: “Convido-te a meditar sobre isso, contigo mesmo, a descobrires por ti próprio se é verdade”.

O meu ponto de vista é o seguinte: o nosso pensamento é inteligente, eficiente e acima de tudo sempre igual. Mas na verdade o nosso pensamento é um monstro preguiçoso, egoísta e meio cego que se contenta com informações incorretas para fundamentar um julgamento ou uma decisão. Isso é em parte lógico:

se tivéssemos que examinar uma cadeira cada vez, antes de nos atrever-nos a sentar nela, pouco aconteceria num dia.

Mas, no trânsito da relação humano, a não-investigação, ou por outras palavras, a interpretação da situação, muitas vezes causa pensamentos dolorosos: “Ele não me ama”, ou “não sou apreciado”, ou “ela arruinou tudo pela maneira como ela lidou com isso”, e assim por diante. Em resumo, quase sempre temos informações inadequadas sobre a outra pessoa (porque lançamos os nossos próprios julgamentos, sobre ela). Se temos todas as informações, de todas as perspectivas, chegamos a “insights” surpreendentes e mais do que isso, chegamos à paz.

Com esta afirmação Katie quer nos mostrar que o valor da informação completa é inestimável – porque a paz não está à venda, ela só pode ser obtida através do reexame de cada situação. O Trabalho (as quatro perguntas e a reversão) é uma ferramenta incrivelmente poderosa: é como uma fórmula matemática que, ao preenchê-la, garante que tu análises cada situação de todas as perspectivas. Só então tu poderás ver quanta informação ignoras em primeira instância.

As quatro perguntas para investigar um pensamento são:

  1. Isso é verdade?
  2. Tu podes saber com absoluta certeza que isso é verdade?
  3. Como reages, o que acontece, quando tu acreditas neste pensamento?
  4. Quem serias sem este pensamento?

Clique aqui se tens interesse em ler mais sobre O Trabalho!

Boas ferias e até setembro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.