Mais uma coisa sobre meditação

IMG_2239

[English version]

Sem exceção, noto nas minhas aulas de ioga qual é a suprema necessidade dos participantes: uma mente quieta. Nem mesmo um corpo suave e flexível. Para a maioria deles, isso vem em segundo lugar, ou desistiram disso. Viver com todos os tipos de inconveniências e dores foi aceito, como uma verdadeira vítima faria.

As pessoas suspiram com tanta frequência:

“Se o meu pensamento pudesse parar!”

Bem, ninguém é capaz de impedir isso. Por mais que a gente queira.

Hoje fui dar uma longa caminhada com o meu marido e os cachorros. Nas últimas três noites e às vezes durante o dia choveu forte e já os campos amarelados e murchados são verdes. Então, dentro de três dias, a natureza está se recuperando do longo e quente verão. E numa semana, os campos parecerão suculentos novamente. Todos, incluindo as ovelhas e as cabras, serão felizes.

Por que eu digo isso?

Vagando pelos campos, me perguntei porque os humanos pensam que eles são algo diferente da natureza?

Esse não é o caso. Humanos, tu e eu, somos a natureza. Isso significa que nós também podemos recuperar-nos de todos os inconvenientes em um curto espaço de tempo. Isso não acontece porque tu e eu acreditamos no que pensamos. Nós aceitamos tudo o que passa nas nossas mentes pela verdade. E ‘tudo’ é muito, muito mesmo. O caos numa cabeça humana é imenso. Há um bombardeio de informações ao longo do dia. Nos nossos telefones inteligentes, Internet e televisão. Além disso, todo o mundo quer encontrar a imagem ideal do século 21 de amor, família, melhores empregos e grandes casas e carros.

A que distância estamos da realidade, da nossa conexão com a natureza?

Não me surpreenda que haja tantas pessoas esgotadas que não possam se concentrar em nada. A doença – porque acho que é uma doença – é o começo de algo bom; especialmente porque os remédios não proporcionam consolo, mas investigar os teus próprios pensamentos e observar-te seriamente, isso sim.

Ser capaz de permanecer no estado de meditação é a cura maior- espiritual e fisicamente – que pode acontecer com uma pessoa. Isso é natureza. Assim como a relva e as árvores, tu não sofres dos pensamentos quando estás nesse estado.

Para entrar nesse estado, treinar a tua atenção é o primeiro passo. Basta fazer o que tu sempre fazes na tua vida – não mudas nada – mas, a partir de agora, fazes isso com atenção.

Desligue a teu celular. Existe um botão! E planejes fazer uma coisa de cada vez.

Se andar, andas.

Se estás no trem, estás no trem.

Não fazes nada além de estar consciente do teu corpo, da tua respiração e o teu ambiente.

Comece com cinco minutos por dia. Seja calma. Sem pressa. Aposto que depois de uma semana já vês o mundo de maneira diferente. E que, depois daquela primeira semana, esses cinco preciosos minutos cresceram em dez minutos por dia.

Deixe-me saber a tua experiência com isso.

Próxima Satsang: domingo 11 de novembro às 10: 00h na minha quinta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.