Tudo o que existe

b346fca2-6a58-4f72-8710-861285985be1

[English]  [Nederlands]

As bibliotecas estão cheias de livros explicando o propósito da meditação. Resumidamente, definiria assim:

Experimentar a conexão com tudo o que existe.

Isso pode parecer vago, porque o que é “tudo o que existe”?

Literalmente significa: tudo o que existe. Então, tudo que podes perceber com os teus sentidos e “tudo” que não podes perceber com os teus sentidos físicos. Esse segundo “tudo” está em todo lugar em que normalmente percebes o vazio.

Há muito tempo, as pessoas sabiam como fazer isso; por natureza; simplesmente porque somos natureza e a natureza está em nós. Hoje em dia é diferente. Vejo muitas pessoas que não estão satisfeitas com as suas vidas. Eles são sombrios, apressados, sempre querem algo que alguém tem ou tem medo de perder o que tem e sempre há algo a queijar sobre a sua saúde.

Uma coisa é certa. Vivemos num tempo cativante em que a mente pode ser alimentada quase 24 horas por dia. Um fluxo ininterrupto de informações desde as ecrãs está a sobrecarregar a ti. Informações tão voláteis quanto o gás e que sugam te fundo na tela mais cada vez. O resultado é que a profundidade humana desaparece; quero dizer, tornar as informações próprias, digamos, experimentar o conhecimento vivendo-o e convertendo-o em sabedoria. E, ao empilhar todos esses fatos rápidos, adormeces inconscientemente e realmente te tornas estúpido. Pareces transformar te muito lento num robô.

Realmente te lembras que tens um corpo? Te lembras que estás vivo? Na ausência de contato com a tua própria natureza e com tudo o que existe, espreita a tristeza e a insatisfação. E esses sentimentos surgem através do teu próprio modo de vida inconsciente.

Acho que é muito necessário nestes tempos experimentar que és um elo importante no teu ambiente e no cenário universal. Experimentar essa conexão fornece um impulso e uma base para viver plenamente e ter satisfação em todas as áreas. Assim sabes que todo movimento que fazes afeta o mundo; que toda palavra da tua boca afeta o mundo. Faz te prudente contigo, conecta te com o outro num nível que não conhecias antes e, consequentemente, a tua conexão com tudo o que existe cresce.

Este domingo fiz três meditações de 20 minutos cada.

O primeiro levou à experiência do corpo. O segundo se concentrou na consciência do pensamento e o terceiro levou a fazer contato com tudo ao redor; com todos os sentidos em ação. A intenção final era experimentar tudo ao mesmo tempo.

Foi bonito! Quanto maior o grupo, mais forte é a experiência de estar conectado a tudo o que existe. Obrigada a todos!

No próximo segundo domingo do mês – 13 de outubro – continuamos praticar.

És muito bem-vindo a participar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.