Saia do teu casulo

suzanne-d-williams-VMKBFR6r_jg-unsplash
Photo by Suzanne D. Williams on Unsplash

(Nederlands)  (English)

 

Está na hora.

Já é tempo.

Está na hora certa.

Não precisamos de nada além de um pouco de tempo, e isso já nos foi dado.

Fazemos nossos casulos todos os dias, desde o nascimento, durante anos a fio, e nos sentimos seguros lá. O fiado é feito a partir de todas as nossas próprias suposições, crenças, verdades de pais e educadores e professores. O casulo é o nosso mundo. Com os olhos abertos, olhamos para a parede do casulo e ela reflete como um espelho tudo o que pensamos ser verdade.

É sé fachada.

É uma segurança falsa.

É o casulo do grande sofrimento. Quando somos honestos com nós mesmos, só podemos admitir que a vida naquele casulo não é realmente segura.

Vivemos em tempos de agitação. Muitas pessoas têm medo, mesmo com tanto medo de não poder mais sentir isso. Como isso é possível se nós mesmos criamos nosso próprio porto seguro?

O casulo é feito de ilusões. Os blocos de construção são nossas próprias invenções que devem afastar nossos medos. Como rituais poderiam apaziguar a ira dos deuses.

Nas minhas aulas de ioga, pergunto regularmente se desejas fechar os olhos. Por um motivo.

Quando fechamos os olhos, não vemos mais a parede do casulo. Podemos então tomar consciência do nosso corpo. Eu chamo isso: olhar para dentro. Sinta a forma do teu corpo e depois entre. Lá, no fundo, está o teu centro do coração. Vá lá e fique lá por um tempo. Esse é o único lugar em que podemos encontrar a verdade, porque esse centro está em contato direto com algo fora do casulo. Não podemos ver ou tocar essa coisa e experimentá-la assim que estamos em silêncio.

A partir desse lugar de silêncio, podemos começar a entender a nós mesmos e depois nos reconhecer por quem realmente somos como seres humanos e a consequência lógica é que também podemos ver nossos semelhantes por quem ele é.

Estamos na véspera de grandes mudanças, parece que a Terra está a sacudir o que não precisa mais. Nestes tempos turbulentos, há apenas uma rocha sólida que oferece orientação verdadeira e que está dentro de nós. Quando a descobrimos e sentamos, esse mundo ilusório, com seus medos e inquietação, desaparece automaticamente. Os fios do nosso casulo se dissolvem. A parede que refletia nosso ego se foi e a leveza da vida apareceu.

Somos como borboletas que fazem uso da corrente natural que nos alimenta infinitamente.

Então, ocasionalmente, feche os olhos, fique quieto e ouça.

YSM Meditação nº 2

FOR ENGLISH  PLEASE SCROLL DOWN (the podcast is in Portuguese and English)

Queridos,

Nesta semana, em vez de fazer uma aula de hatha yoga, gravei uma aula de yoga nidra.

Às vezes, acompanho esse modo de relaxamento nos Satsangs de domingo como um exercício para atingir melhor o estado da meditação e em menos tempo. Nunca vais esquecer essa experiência e fará com que anseies por mais. Quão grande é que tu podes testemunhar / observar os teus pensamentos e aprender a controlar todo o processo de pensamento? A autoconsciência é o resultado e essa é a verdadeira liberdade.

Yoga nidra também é chamado sono yogue. Tu vais para o momento em que quase adormeces e ficas lá por um tempo. Eu te conduzo com instruções para o estado nidra, para aquele lugar onde podes experimentar um profundo silêncio. Um efeito colateral importante de fazer yoga nidra é o relaxamento físico extremo. Todo o cansaço desaparece.

Qualquer um, verdadeiramente qualquer um pode fazer isso. Não há restrições. A única condição é que estejas no chão. Não na cama, isso convida a realmente adormecer. E se é isso que desejas, é claro que também pode ser.

  • Te deitas num tapete no chão e a tornas confortável.
  • Uma pequena almofada embaixo da cabeça ou um rolo no pescoço, uma toalha ou manta enrolada sob os joelhos para ajudar a relaxar as costas.
  • Reserve um tempo para instalar te e sinta se podes ficar deitado por meia hora sem precisar mexer-te porque sentes um inconveniente.
  • Eu recomendo uma manta leve sobre ti para não esfriar muito.

Desejo-te uma boa viagem e, se tiver tempo, faça-o diariamente; em junho, quando nos encontrarmos novamente na natureza, sob as oliveiras, terás um começo maravilhoso para aprofundar o yoga e a meditação. Porque se puderes te tocar por dentro, as tuas células e o teu coração cantarão, tu fortalecerás automaticamente o teu sistema imunológico e verás o stress e o desconforto desaparecerem.

A vida verdadeira vai se mostrar para ti.

Seja bom, saiba que o novo normal não existe. É o anormal temporário!

Abraço grande en beijinhos, Liesbeth

 

ENGLISH

Dear friend,

This week instead of recording a hatha yoga class, I recorded a yoga nidra class.

I sometimes accompany this way of relaxation in the Satsang Sunday mornings as an exercise to experience the state of meditation better and in a shorter time. You will never forget that experience and make you long for more. How great is it that you can ultimately witness / observe your thoughts and learn to control the entire thought process? Self-awareness is the result and that is true freedom.

Yoga nidra is also called the yoga sleep. You travel to the instant where you almost fall asleep and then stay there for a while. I will lead you with instructions to the nidra state, to that one place where you can experience deep silence. An important side effect of doing yoga nidra is the extreme physical relaxation. All fatigue disappears.

Anyone, truly anyone can do this. There are no restrictions. The only condition is that you are on the floor. Not in bed, that invites you to really fall asleep. And if that is what you want, it is of course also possible.

  • You lie on a mat on the floor and make it comfortable.
  • A small pillow under your head or a roll on your neck, a rolled-up towel or blanket under your knees to help you relax your back.
  • Take the time to install yourself and check if you can lie down for half an hour without having to move because you feel an inconvenience.
  • I recommend to put a light blanket over you, to not cool down too much.

I wish you a nice trip and if you have the time, do it daily, then in June when we can meet again in nature under the olive trees, you will have a wonderful start to deepen your yoga and meditation practice. Because if you can touch yourself inside, your cells and heart will sing, you will automatically strengthen your immune system and you will see stress and discomfort disappear.

Life as it is meant, will show itself to you.

Be good, know that the new normal does not exist. It is the temporary abnormal!

Hug and kiss, Liesbeth

Tão bonita quanto a noite

josh-gordon--h8Od9ze-0o-unsplash copy
Photo by Josh Gordon on Unsplash

 

(English)  (Nederlands)

O fato de os holandeses serem diferentes de qualquer povo do sul da Europa é claro. Livros foram escritos sobre isso e muitas piadas foram feitas. A crise de Corona, que atingiu fortemente a Espanha e a Itália em particular, e a demanda por ajuda da Europa aumentou as opiniões sobre o comportamento do sul da Europa, como ocorreu em 2008.

Eu moro no sul da Europa em Portugal. O país onde o governo rapidamente entendeu a pandemia e depois agiu. Os resultados são correspondentes. O dano é bastante limitado.

Acho que não existem mais diferenças de caráter nacional em circunstâncias de escassez.
Porque onde há escassez, um outro botão entra em funcionamento. O botão de sobrevivência. Todas as diferenças aprendidas desaparecem e expõem a verdadeira natureza; tu es flexível, oportuno, es divisor ou repartidor? Tu es uma vítima ou saias das circunstâncias com flexibilidade porque ver oportunidades? Bem, o que tens de fazer?

Em Portugal, os camponeses continuam a cultivar no seu próprio ritmo. Eles sempre viveram da terra e em grande escassez. Então, nada mudou para eles. São principalmente empresários e moradores de cidades desempregados que enfrentam uma existência incerta. As pessoas que dependem dos outros para obter sua renda; as pessoas com grandes dívidas.

As circunstâncias determinam se a natureza do humano se torna visível ou não. Nem o sol, nem o céu cinzento, nem o inverno, nem o verão. Minha mãe foi capaz de contar histórias sobre pessoas com ela nos campos de concentração japoneses (na Segunda Guerra Mundial ene Indonesia) que não podiam mais se controlar e sobre as mulheres que, por meio de sua força e sabedoria internas, continuavam sendo quem sempre foram. Eles permaneceram no seu papel de vida. E assim é agora. Embora sejamos inundados com os dramas da média, a maioria dos europeus do sul vive as suas vidas como antes da crise. Talvez com muito menos ou com escassez, mas sempre em seu papel na vida.

Aqui, consciente ou inconscientemente, sabem que o único movimento em direção ao futuro é levar a vida como ela é hoje. Eles não inventam histórias no sentido de que não ampliam as suas preocupações e as projectam para amanhã. Porque o que é amanhã é sempre desconhecido. Então, o que faço, penso ou escrevo agora cria o meu futuro. Ter pensamentos desagradáveis ​​e emoções associadas determina o amanhã. Quanto vale para mim prestar atenção no que penso e digo?

No sul da Europa e no norte da África, existe o seguinte ditado:

Tão bonita quanto a noite.

Quando leio essa frase, sinto algo completamente diferente do que quando leio a expressão holandesa: tão feia quanto a noite.

Apenas uma palavra.

Uma palavra que mostra o verdadeiro caráter nacional e apenas cria um mundo feliz.

Do que o coração está cheio

©Daan Stevens on Unsplash.Com

ENGLISH

Na semana passada, escrevi sobre a luz em suas células. Essa luz está sempre lá, apenas obscurecida pela poluição que se acumulou ao longo de sua vida. Normalmente, o corpo pode processar e remover essa poluição em si. Com um excesso, adere, como a poluição do ar e da terra. Lá, o fornecimento de elementos não naturais também é demais para processar em um ritmo normal. Compare com o Covid-19. Isso é tão imediato que os CIs mal conseguem lidar com isso. Não podemos fazer muito a respeito da pandemia, exceto observar as regras de higiene e nos distanciar respeitosamente da outra. Não precisamos fazer muito a respeito da poluição do ar e da terra agora; já diminuiu tanto por causa da estagnação da economia, que parece um milagre.

Podemos fazer qualquer coisa sobre a poluição de nossas células. Tenho a seguinte ideia sobre isso:

O seu coração é sua verdade e sua verdade é você em seu estado original. Você nasce com células limpas, com uma ardósia limpa e com alguma carga genética.

Assim que começar a aprender, antes de poder andar, copie o comportamento e o fraseado de seus educadores, e isso continua até os doze anos de idade. Você aprende o que é certo e errado, normas e valores. Você aprende coisas que podem ser completamente contra sua natureza. E quando criança, você faz isso normalmente, apenas para obter a aprovação, o apreço e o amor de seus educadores. Às vezes isso vai contra a sua natureza. Gostaria de se tornar um artista e aceita aprender a se tornar um contabilista. Então permanece contabilista fiel até os 40 anos de idade e fica com um burn-out ou uma doença. Portanto, se sempre faz de tudo para lisonjear os outros, está causando poluição. O medo desempenha um papel importante nisso, assim como os pensamentos negativos sobre você próprio ou sobre a vida. Todas são gotículas de um tinteiro que entram nas células. Quer isso? Eu não.

A sua verdade está no seu coração.

Lá pode testar se algo é bom para você ou não. Se pertence a você. Se isso faz você crescer. Se isso faz de você uma pessoa satisfeita. Pergunte a si mesmo se sua vida atual combina com você. Suponha que se encaixa, então deixa tudo como está. Suponha que não combina com você, veja se pode mudar alguma coisa sem chocar ou prejudicar os outros. Normalmente não precisa mudar uma situação (ensine um gato a latir), precisa mudar a maneira como pensa sobre a situação. Então deve primeiro estar ciente dessa linha de pensamento automática que inconscientemente construiu e usou por toda a vida.

Não faça nada impulsivamente e faça assim: sente-se em algum lugar em silêncio. Formule o seu problema em uma frase curta. Inspire e expire. Sente-se com toda a sua atenção no seu coração. Imagine que é uma casa onde alguém mora. É vermelho? Quem mora lá? Depois de entrar em contato com a pessoa que mora lá, fala do seu problema. A resposta vem naturalmente. Talvez não a primeira vez. Treine-se diariamente para visitar o seu coração até sentir 100% dele. Tenho certeza que receberá a resposta e confiará que esteja correta. Não dá um passo adiante sem confiar em si mesmo.

A partir de agora pode fazer isso com todas as suas perguntas. Imagine enlouquecer durante “o bloqueio inteligente” do seu parceiro e / ou seus filhos em casa ou ficar sozinho. Retire-se no seu coração e deixe os seus filhos (se tiver um) treinar com eles e quem sabe, seu parceiro pode querer participar. Não deve demorar mais de cinco minutos para começar. Pode ficar irritado com esse fluxo irritante de pensamentos. Seja paciente. Observe esse caos na sua mente. Não faça mais nada. Não julgue. Estou certo de que, mesmo sem uma resposta clara, se sentirá melhor. Após uma semana de treinamento, já poderá sentir o que está acontecer e ficar animado com a pessoa que está a descobrir.

Pode se apaixonar por si mesmo. Olha, então está no caminho certo.

No caso de filhos e parceiro, ouça as experiências um do outro. Sem julgamento. Tudo é permitido. Está tudo bem.

YSM aula/class 4

As aulas de yoga YSM tornam teu corpo e tua mente flexíveis, trazendo a paz interior cada vez mais perto. Eu faço yoga diariamente por uma hora. Às seis da manhã. Faço a mesma série por sete dias e depois faço uma nova série. Assim, tu pode fazer minha aula diariamente e experimentar como tua mente se acalma e, claro, teu corpo. Ouça com muito amor o que teu corpo pode fazer. Tu não precisas forçar nada; isso é o mesmo que ensinar um gato a latir. https://yogastudiomarvao.com/2020/04/09/ensinar-um-gato-a-latir/

ENGLISH

The YSM yoga classes make your body AND your mind flexible, bringing inner peace ever closer. I do yoga daily for an hour. At six o’clock in the morning. I do the same series for seven days and then design a new series. So you can do my lesson daily and experience how your mind calms down and of course your body. Listen with lots of love to what your body can do. You don’t have to force anything; that is the same as teaching a cat to bark. https://yogastudiomarvao.com/english/teaching-a-cat-to-bark/

O medo e o coração

[English]

Tu moras com um coração assustado?
Toda vez que tu vais a uma loja para comprar comida?
Tu pensas: desde que eu não seja infectado?
Ou tu estás fingindo que não está lá?
Como se todo mundo exagere e tudo exploda?
Ou talvez algo no meio?

De qualquer forma, tu estás com medo. Somente no segundo caso o medo é tão grande que teu subconsciente se recusa a aceitar a verdade. Tanto quanto podemos saber verdade.

O medo não é o conselho que normalmente precisamos. Somente se tivermos que sobreviver. Em uma emergência. Quando encontramos um tigre na floresta ou um vírus invisível. Então isso é uma emergência.

É bom reconhecer o medo. Permita a sensação e olhe com calma por todos os lados. Assim que tu reconhecer e cumprimentar o medo, ele poderá dizer adeus porque se sente visto. Ele fez o trabalho dele. Nomeadamente avisou e ativou teu mecanismo de sobrevivência primordial. Portanto, teu pânico não é mais necessário. A partir daqui, tu podes ser criativo, tomar as precauções certas e te abrir para todas as opções que tens. Tu pode abrir teu coração, que sempre encolhe por causa do medo, e encarar o dia com satisfação.

Tu podes parar com calma de querer algo que não é realidade. Relaxe e veja a realidade. Sinta como é amigável. Muitas vezes mais amigável do que aquilo que é inventado em tua cabeça. Faça essa distinção: realidade e tua imaginação.

Desejo-lhe uma aula de yoga descontraída e até a próxima.

Amor, saúde e paz.

Namasté